Imagen Institucional
Ayudas AEDID para la cultura

O QUE É O IBERESCENA

ORIGEM E OBJETIVOS

O Fundo de ajuda para as Artes Cênicas Ibero-americanas IBERESCENA, foi criado em novembro de 2006, tendo como base as decisões adotadas pela Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e Governo, celebrada em Montevidéu (Uruguai), relativas à execução de um programa de fomento, intercâmbio e integração das atividades de artes cênicas ibero-americanas.
IBERESCENA, através do seu Edital, pretende promover os Estados membros e, por meio de ajudas financeiras, criar um espaço de integração para as Artes Cênicas.
Seus objetivos principais são :

  1. Fomentar a distribuição, circulação e promoção de ibero-americanos.
  2. Incentivar as co-produções de espetáculos entre os órgãos públicos e/ou privados da cena ibero-americana e promover a sua apresentação no espaço cênico internacional.
  3. Promover a difusão de obras de autores ibero-americanos.
  4. Apoiar os espaços cênicos e os festivais Ibero-americanos, priorizando em sua programação, produções regionais.
  5. Favorecer o aperfeiçoamento profissional, nos setores de teatro e dança, principalmente no campo da produção e gestão.
     
 

ESTADOS MEMBROS E ESTRUTURAS

O Fundo IBERESCENA é, atualmente, integrado por 12 países, que financiam o programa pela Secretaria Geral Ibero-americana. São eles: Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, México, Panamá, Perú,  Uruguai e SEGIB.

IBERESCENA é dirigido pelo Conselho Intergovernamental IBERESCENA (CII), no qual cada Estado Membro designa uma autoridade de Artes Cênicas como seu representante (Antena). O Conselho define a política e as modalidades de apoio, decidindo em conformidade com as regras enunciadas no Regulamento de Funcionamento do Programa IBERESCENA. Realizar-se-á, uma ou duas reuniões ordinárias do Conselho, para decidir os projetos que serão apoiados e suas quantias, assim como reuniões que se considerem extraordinárias. Dentro desta estrutura, a Unidade Técnica do IBERESCENA (UTI), assume a responsabilidade da execução e funcionamento do Programa.

 
 

PROJETOS ESPECIAIS

Do Objeto: Os Projetos Especiais tem como finalidade fortalecer e ampliar os objetivos e a visibilidade do Programa IBERESCENA para a construção de um espaço cênico ibero-americano assim como sua promoção no espaço cênico internacional através das diferentes formas de reflexão, formação, produção e circulação do teatro, dança contemporânea e o circo da Ibero-américa.

Características:

  1. Os projetos devem ser apresentados, diretamente, por uma ou várias Antenas, pelo Comitê Intergovernamental ou pela Unidade técnica do Iberescena em uma das reuniões do Comitê.
  2. As companhias, grupos, organizações públicas ou privadas dos países membros do Iberescena poderão propor temas para projetos especiais que serão ajustados com as respectivas Antenas. Estes projetos não poderão coincidir com os editais já oferecidos , deverão ser diferentes dos apoios já existentes.
  3. Os projetos serão financiados com um valor estabelecido nas reuniões anuais do Comitê Intergovernamental e corresponderá a uma porcentagem do montante total que foi desembolsado (aplicado), a cada ano, pelos países participantes.
  4. Estes projetos devem ter como objetivo fortalecer o crescimento das iniciativas regionais já existentes ou resolver situações, problemas ou carências detectadas. Para tal devem ser baseados em análises que evidenciem a necessidade ou importância do mesmo, assim como sua importância aos processos de integração no espaço cênico ibero-americano.
  5. Devem ser projetos que justifiquem sua dimensão Ibero-americana. Nos casos de projetos regionais, isto é, que reúnam vários países da área, eles devem justificar sua vinculação com os outros países da Ibero-américa.
  6. Os projetos devem justificar seu caráter inovador e ou sua pertinência social, cultural e artística. O que promove? O que resolve? Que benefícios promoverão? A quem beneficia?
  7. As categorias ou eixos temáticos dos projetos são livres mas podem estar relacionados com:
    • a) Processos de pesquisa, capacitação ou formação;
    • b) Redes de distribuição ou circulação;
    • c) Congressos, fóruns ou seminários para análises e reflexão;
    • d) Festivais ou encontros artísticos;
    • e) Instâncias específicas oucircuitos de promoçãointernacional;
    • f) Incentivo a coproduções entre vários países;
    • g) Difusão regional ou difusão no espaço cênico internacional;
    • h) Fortalecimento de espaços, setores ou organizações cênicas ;
    • i) Criação de estratégias conjuntas para o desenvolvimento de aspectos ou circunstâncias específicas; tradução, publicação, entre outros.
    • j) Gestão e produção das artes cênicas.

Condições - Inscrições:

  1. Cada projeto deve contar com uma empresa publica ou privada que manifesta, por escrito, seu compromisso de administrar os recursos recebidos assim como também ser a contraparte realizadora do projeto. Em nenhuma circunstância pode ser a Antena ou Instituição que aportou recursos financeiros para o Iberescena.
  2. O projeto deve constar de: A) Descrição; B) Justificativa; C) Objetivos e metas; D) A que publico se destina; E) País ou países organizadores; F) Países participantes; G) Orçamento detalhado; H) Cronograma de execução; E) Dados e contatos da empresa, organização, que atuará como contraparte do projeto.
  3. Oorçamento deverá ter, pelo menos, 3 (três) colunas: 1) Valor solicitado ao Iberescena; 2) Valor do desembolso do país ou países organizadores; 3) Valor do desembolso da organização que fará a contraparte.Em nenhum caso o recurso financeiro solicitado ao Iberescena deve superar70% do valor total do orçamento.
  4. Os projetos especiais serão aprovados pelo Comitê Intergovernamental nas reuniões anuais do mesmo.
  5. O Comitê Intergovernamental determinará o valor a ser repassado a um Projeto Especial do Programa IBERESCENA.


[ Descargar Reglamento de Funcionamiento del Programa Iberescena ]